Imagem de Insights das eleições intermediárias de 2022 dos EUA

As eleições intermediárias são sempre um desafio para os presidentes em exercício nos EUA. Com a inflação galopante e a retirada caótica do país do Afeganistão, o partido de Joe Biden provavelmente vai enfrentar dias difíceis.

Resultados plausíveis e impacto no mercado

É justo supor que a volatilidade aumentará à medida que as diferenças políticas se tornarem mais aparentes

Análise de cenários

As eleições intermediárias raramente recebem o mesmo grau de atenção que as eleições presidenciais, e o comparecimento dos eleitores tende a diminuir. Ainda assim, essas eleições podem ter um impacto dramático nas políticas públicas.

Elas também representam um desafio prático para o partido político dos presidentes em exercício. O impacto adverso é mais acentuado na Câmara dos Deputados, em que o partido do presidente perdeu assentos em 17 das últimas 19 eleições intermediárias.

Os candidatos democratas enfrentam uma miríade de desafios no período que antecede as eleições intermediárias deste ano. A inflação apresenta sua maior alta em 40 anos, e a taxa de aprovação de empregos do Presidente Joe Biden não se recuperou da caótica retirada dos EUA do Afeganistão. Trinta e um democratas da Câmara já decidiram abandonar seus esforços de reeleição, o que pode ser um indicador tão útil quanto qualquer uma das perspectivas de uma mudança de controle na Câmara dos Deputados.

Em nossa opinião, há três resultados plausíveis para a eleição. O cenário de "status quo" é menos provável, dada nossa forte convicção de que o Partido Republicano assumirá o controle da Câmara em 2023.

Ainda é incerto se eles conquistarão assentos suficientes para constituir uma eleição "por onda". Independentemente da margem de controle, antevemos um governo dividido. Na medida em que os republicanos assumirem o controle da Câmara, o Presidente Biden seguirá os passos de seus antecessores e confiará em ordens executivas e portarias administrativas para implementar sua agenda doméstica.

Vitória republicana

No caso cada vez mais provável de os republicanos conquistarem o controle tanto da Câmara quanto do Senado, espera-se um aumento nos gastos de defesa, uma postura mais dura em relação à China e um limite de endividamento mais elevado, lado a lado com concessões em gastos sociais.

Congresso dividido

Se os democratas conquistarem o Senado, mas os republicanos ganharem a Câmara - o resultado mais provável - espera-se um aumento moderado no orçamento da defesa, poucas mudanças na política ambiental e as mesmas concessões em gastos sociais.

Status quo

No caso altamente improvável de os democratas conquistarem ambas as casas, o índice de aprovação do Presidente melhorará, será dada mais ênfase ao clima e à conservação, e um aumento do limite de endividamento deve ser mais suave.

Impacto no mercado

Não se esperam grandes mudanças de políticas, logo, o mercado de ações não deve ser afetado, embora os setores de saúde e finanças possam ser mais sensíveis. Se, como esperamos, os republicanos conquistarem a Câmara dos Deputados, o impasse legislativo resultante impedirá quaisquer mudanças importantes, interrompendo quaisquer aumentos de impostos e de gastos fiscais, o que sustentará o mercado.

Conecte-se a LatAm Access+ para insights exclusivos

Registre-se na nossa comunidade acessar insights exclusivos e ficar à frente das tendências e oportunidades que darão forma ao futuro do seu patrimônio.


Explore mais

Explore nossas ideias de investimento

Registre-se na nossa comunidade para acessar ideias de investimento sobre como construir portfólios mais fortes.

Três formas de aumentar sua resiliência financeira

Um investidor pode prejudicar sua resiliência financeira mantendo quantidades excessivas de dinheiro em caixa.

UBS House View - O que está dando certo?

Acreditamos que a inflação cairá, mas permanecerá acima das metas do banco central.